Dia Nacional da Matemática - 06 de maio
05/05/2022 - 15:03

 

.

“Que importa a vida da gente,

Se a gente, por mal ou bem,

Vai vivendo simplesmente

A vida que a gente tem.” (Malba Tahan)

No dia 6 de maio celebramos o dia nacional da Matemática. Comemoração feita em homenagem ao celebre e ilustre matemático Julio Cesar de Mello e Souza conhecido com o pseudomino “Malba Tahan”, que por uma cativante forma de escrever e ensinar se tornou o maior entusiasta e promotor da matemática no Brasil. Nasceu no dia 6 de maio de 1895 e viveu 79 anos . Pela dificuldade, na época, de lançar livros, Julio resolveu criar essa figura exótica e estrangeira, o Malba Tahan, para lançar-se como escritor. O sucesso dessa ideia foi imediato e ele acabou escrevendo dezenas de livros para seu Malba Tahan: A Sombra do Arco-Iris (seu livro preferido), Lendas do Deserto, Céu de Allah, dentre outros... e o famoso Homem que Calculava (que além de ter sido traduzido para várias línguas, vendeu mais de 2 milhões de exemplares só no Brasil e já está na centésima edição).Isso se deve à criatividade entretenedora dos livros de Mello e Souza que também encontrou tempo para escrever vários livros de Matemática e Didática da Matemática. No livro o Homem que Calculava, elementos do cotidiano são utilizados para fazer as contas. Desafios matemáticos são propostos para o protagonista, que busca resolvê-los com lógica e sem fórmulas decoradas, aguçando a criatividade e incentivando a descoberta.

Os quatro quatros é um dos problemas do livro “O H. que Calculava”....

...Ao ver Beremiz interessado em adquirir o turbante azul, objetei:

— Julgo loucura comprar esse luxo. Estamos com pouco dinheiro e ainda não pagamos a

hospedaria.

— Não é o turbante que me interessa — retorquiu Beremiz. — Repare que a tenda

desse mercador é intitulada “Os quatro quatros”. Há nisso tudo espantosa coincidência digna

de atenção.

— Coincidência? Por quê?

— Ora, bagdali — retornou Beremiz —, a legenda que figura nesse quadro recorda uma

das maravilhas do Cálculo: podemos formar um número qualquer empregando quatro

quatros!

E antes que eu o interrogasse sobre aquele enigma, Beremiz explicou, riscando na areia

fina que cobria o chão:

— Quer formar o zero? Nada mais simples. Basta escrever:

44 – 44

Estão aí quatro quatros formando uma expressão que é igual a zero.

 

Passemos ao número 1....

Você pode , através do link abaixo , continuar a leitura e conhecer essa obra maravilhosa de Malba Tahan.

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVmYXVsdGRvbWFpbnxibG9nZGVhdGl2aWRhZGVzZnVuZGFtZW50YWwxZTJ8Z3g6N2Y0ZTdlMTNmM2M4OGFlZA

O Professor pregava a modernização do ensino, não acreditava no modo como a Matemática era ensinada. Em suas aulas apostava no lúdico para transmitir o conhecimento, fugindo do tradicionalismo. Defendia a instalação de laboratórios de Matemática em todas as escolas.

 

Coordenação de Matemática

Direção Geral 

cepcom