Notícias

13/03/2019

No aniversário de 173 anos, conheça a história do Colégio Estadual do Paraná

O Colégio Estadual do Paraná (CEP) é uma instituição de ensino público criada antes do surgimento do Estado do Paraná. Fundado em 13 de março de 1846, o CEP foi inicialmente batizado como “Liceo de Coritiba”, da então Província de São Paulo, e junto com o Colégio Pedro II, fundado pelo imperador no Rio de Janeiro, tornou-se uma das escolas de referência do Brasil.

O primeiro endereço do então Liceo de Coritiba foi em uma casa alugada na Praça Matriz (atual Praça Tiradentes). Depois, em 1857, foi inaugurada a sua primeira sede na Rua Assembleia (atual Rua Dr. Muricy). A partir de 1872, o Liceo passou a funcionar na Rua Aquidabam (atual Rua Emiliano Perneta), e somente quatro anos depois, já funcionando como Escola Normal, passou a se chamar Instituto Paranaense (onde hoje está instalado o Instituto de Educação do Paraná).

Em 1892, passou a se chamar Gymnásio Paranaense e, em 1904, mudou de endereço, para a Rua Borges de Macedo (atual Rua Ébano Pereira, onde hoje está a Secretaria de Estado da Cultura). Em 1918, ao final da Primeira Grande Guerra Mundial, foi criado o Gymnásio Paranaense Internato, localizado no Palacete Loureiro (na esquina das atuais Ruas Marechal Floriano, com a Avenida Sete de Setembro).

SURGE O GIGANTE – O mundo atravessava a Segunda Grande Guerra, quando em 1943 finalmente a instituição de ensino mais antiga do Estado passou a ser chamada de Colégio Estadual do Paraná. Nos eventos de comemoração ao cinquentenário da Proclamação da República do Brasil, em 1949, foram apresentados o Hino Oficial e a Bandeira do Colégio Estadual do Paraná.

A primeira pedra fundamental, lançada para a construção do prédio definitivo do CEP, ocorreu na Praça Santos Andrade (onde hoje funciona o Teatro Guaíra). No entanto, o local foi considerado pequeno para a construção daquela importante e imponente escola do Paraná.

O local escolhido para instalar a nova edificação foi a Chácara da Nhá Laura (onde hoje passa a Rua João Gualberto, esquina com o atual Passeio Público). O Colégio Estadual do Paraná, tal qual se conhece nos dias atuais, foi inaugurado em 1950, pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra.

O projeto original do prédio, concebido em tempos de guerras, foi pensado para atender anseios e preocupações da sociedade da época. Por isso, há um abrigo antiaéreo construído no subsolo da edificação. Felizmente nunca foi utilizado para tal finalidade, e hoje serve de espaço para produção de arte e desenvolvimento de atividades culturais.

Foram muitas conquistas ao longo da trajetória centenária do Colégio. A atual Biblioteca Pública do Paraná, por exemplo, teve sua origem embrionária no Colégio que ainda chamava Liceo. Da mesma maneira, a Rádio Educativa do Paraná também nasceu dentro do CEP, nos anos 50. Um momento especial aconteceu em 1995, quando os Correios lançaram um selo e carimbo comemorativo à inauguração do prédio tombado pelo Patrimônio Histórico do Paraná.

PROTAGONISMO ESTUDANTIL – Em texto publicado em 2012 (fonte deste artigo), a professora de História Cleusa Fuckner confirmou o protagonismo dos estudantes do Colégio nos principais acontecimentos decisivos da história do país. Segundo ela, houve participação ativa da comunidade estudantil do CEP na luta pelas Eleições Diretas (1983/1984); e também no movimento dos Caras Pintadas (1992) que resultou no impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello.

A professora Cleusa lembrou que os estudantes, em 2001, foram para as ruas impedir a privatização da Copel (Companhia de Energia Elétrica do Paraná). Ela também destacou a fundamental participação dos estudantes na luta pela democracia dentro do Colégio.

“Entre os anos de 2007 e 2010, o movimento Pró Democracia lutou e conquistou o direito de eleger a direção do Colégio Estadual do Paraná, assim como já faziam as demais escolas do Paraná”, escreveu a professora.

INFRAESTRUTURA – Atualmente, o Colégio Estadual do Paraná possui infraestrutura completa para aplicar o seu Projeto Político Pedagógico. Além das salas de aulas e para atendimento administrativo, que ocupam três andares, torres e o subsolo do prédio central, as atividades educacionais também ocorrem nos espaços da Escolinha de Arte, do Observatório Astronômico e Planetário, do Salão Nobre, da Biblioteca, dos Laboratórios, das Salas de Dança, Música e Teatro, além de práticas e eventos realizados no Auditório com capacidade para cerca de mil pessoas.

Também faz parte da infraestrutura o Complexo Esportivo, composto por quadras, campo de futebol, pista de atletismo, piscina olímpica e outros ambientes preparados para diversas modalidades esportivas. Aulas práticas também acontecem no canteiro de obras, no bairro de Santa Felicidade, e no Observatório Astronômico, em Campo Magro, na Região Metropolitana.

O Colégio também possui refeitório e oferece armários individuais aos estudantes de todos os turnos. Além disso, um grande pátio (arena), com cantina, mesas de xadrex e outros atrativos, serve de área para recreação e encontro dos estudantes.

O patrimônio da escola ainda é formado por um amplo acervo de obras de arte, painéis, lustres, relógios de parede, elevadores em estilo colonial, instrumentos para observações de fenômenos celestes, além do chafariz instalado no jardim central. 

Por tudo isso, o Colégio Estadual do Paraná é considerado um importante Centro de Memória, que mantém documentação aberta para pesquisadores e estudiosos que reconhecem sua importância como peça fundamental para reconstrução da história de Curitiba, do Estado do Paraná e do Brasil. "Um gigante da educação, orgulho de todos os paranaenses". 

***

Hino Colégio Estadual do Paraná - Produção: PAV/2sem/2017.

***

Leia também:

* Aberta a programação de comemoração aos 173 anos do CEP

* CEP apresenta versão impressa da Revista Paideia

Programação de aniversário relembra história da Canção do Estudante do CEP

* Lançamento da revista História do CEP em Quadrinhos

* Colégio Estadual ganha primeira grande obra de reforma e restauro

***

Fonte: Zac Lucatelli - Assessoria de Imprensa - CEPCom

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.