Notícias

27/06/2017

BRIGADAS ESCOLARES

O Programa Brigadas Escolares busca desenvolver nos estudantes e nos profissionais da rede estadual de ensino hábitos preventivos, promover mudanças de comportamento, multiplicar medidas preventivas, desenvolver a conscientização e capacitar a comunidade escolar acerca dos eventos danosos, naturais ou provocados e no enfrentamento de situações emergenciais no interior do Colégio e desta forma garantir a segurança dos estudantes. Existe também a necessidade de adequar o Colégio aos aspectos legais no sentido de atender as disposições legais de prevenção aos diferentes tipos de risco, tais como acidentes pessoais, incêndios, acidentes naturais de acordo com as recomendações legais do Código de Prevenção Contra Incêndio e Pânico do Corpo de Bombeiros.

O programa está dividido nos seguintes níveis de atuação: Coordenação Estadual, Coordenações Regionais, Coordenações locais e Brigadas Escolares (Composta por professores, outros servidores que são responsáveis por atualizar e operacionalizar o Plano de Abandono, assessorando a Direção nas adequações das instalações físicas do estabelecimento de ensino, entre outras atribuições).

A Brigada do CEP é composta das seguintes pessoas: Tânia Maria Acco, William de Oliveira, Ana Lygia Czap, Sueli Terezinha Bux, Irene Klein, Eduardo Gonçalves, Leonardo P. Camargo Robson André Gaievski, Alexandro Muhlstedt, Elisangela B. Hochuli, Maria Eleniz F. Elias, Donizethe A. Barbosa, Denise Adriane Regis, Raquel P. Schono, Edenilson Portela, Simone Lazzarotto S. Melo, Rosemeire A. da Silva Arndt.

Segundo o Capitão Emídio Angelotti (Defesa Civil) “O Programa consiste basicamente em dois eixos principais. O primeiro eixo consiste em capacitar os gestores e brigadistas e o segundo na adequação dos prédios escolares as normas de segurança do corpo de bombeiros.”

Ressaltamos que a renovação do reconhecimento dos cursos ofertados pelo Colégio passa pelo cumprimento da Deliberação nº 03/13 (Art. 19) – CEE/PR que exige o certificado de conformidade às exigências de prevenção de incêndio e emergências que garantam a segurança da comunidade escolar, expedido por órgãos competentes. Portanto, a retirada de placas, extintores e iluminação acarreta transtornos e a não validação dos cursos.

CONFIRA AQUI OS BRIGADISTAS DO CEP!

Direção Geral

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.